Dia 02 (23/12/14) – Santiago/RS/Brasil –> Presidencia Roque Saenz Pena/Argentina

Acordamos e fomos tomar o nosso café da manhã. O café oferecido pelo Hotel São João é estilo americano e é praticamente um café colonial tamanha a variedade de alimentos que são oferecidos. Para citar alguns, há uma grande variedade de pães, bolos, tortas, ovos mexidos, frios, leite, café preto, chá e sucos. Clique aqui para mais informações sobre o hotel.

DSC_8432

Buffet do café da manhã do Hotel São João

Após tomarmos nosso café levamos as crianças para aproveitar um pouquinho a pracinha do hotel para posteriormente seguir viagem.

DCIM100GOPRO

Pracinha na área externa do hotel

DSC_8447

Pracinha na área externa do hotel

DSC_8450

Pracinha na área externa do hotel

DSC_8473

Pracinha na área externa do hotel

Depois de deixarmos o hotel seguimos rumo a Presidencia Roque Saenz Pena na Argentina. Nosso roteiro foi: Santiago->(BR287)->São Borja->Aduana/Ponte->Santo Tome->(RN14)->Gobernador Ingeniero Valentin Virasoro->(RN120)->(RN12)->Ituzaingo->Corrientes-Resistencia->(RN16)->Presidencia Roque Saenz Peña. Percorremos 751km neste dia.

Praticamente todas as estradas que percorremos no dia de hoje estão em bom estado. Só há um movimento maior de veículos aos arredores de Corrientes e Presidencia Roque Saenz Pena.

No dia de hoje, a viagem foi bem tranquila. A temperatura continuou amena e agradável para viajar.

 

Saindo de Santiago, em poucos quilômetros já estávamos em São Borja. Demos uma parada na cidade para trocar alguns Reais por Pesos Argentinos. Perguntamos em um posto de combustível, na entrada da cidade, sobre qual o melhor lugar para fazer o câmbio. Nos indicaram uma pessoa da confiança deles, o qual já foi funcionário do posto. Eles mesmos ligaram para que ele fosse até onde estávamos para fazer a operação.

DSC_8480

Chegando a São Borja/RS

DSC_8477

Chegando a São Borja/RS

Geralmente fazemos saques diretamente nos caixas eletrônicos da Argentina. No entanto, atualmente, a cotação oficial está totalmente distorcida e não vale a pena fazer mais isso (ou mesmo usar o cartão de crédito ou débito). Portanto fazer câmbio na Argentina (ou em algum lugar próxmo a fronteira) é uma boa maneira de economizar dinheiro (veja a dica completa aqui).

Na cotação oficial era R$1,00 para AR$3,10. Conseguimos R$1,00 para AR$4,00. Ouvimos relatos de pagarem até mesmo AR$5,00 na fronteira Foz do Iguaçú/Puerto Iguazu e em Buenos Aires.

Após fazermos o câmbio fomos realizar os trâmites de entrada na Argentina. O processo foi super rápido e tranquilo, pois não haviam filas. Além disso, não foi realizada a revista do carro.

Como estava próximo ao horário do almoço, aproveitamos para comer no restaurante que está localizado próximo à aduana. Eles servem, além de lanches, buffet livre e da balança.

DSC_8483

Aduana em São Borja/RS

DSC_8482

Aduana em São Borja/RS

No trecho que percorremos hoje, há um bom número de postos de combustíveis. O mapa para GPS do projeto Mapear aponta todos os radares dispostos neste caminho.

Há uma boa cobertura de telefonia celular durante todo o trecho percorrido no dia de hoje.

Passamos ilesos a famosa corrupção policial de Corrientes. A polícia Caminera aborda os turistas antes da ponte sob o Rio Parana.

Passamos por 4 praças de pedágio. Junto a aduana em Santo Tome (fronteira com o Brasil) há um pedágio que nos cobrou incríveis R$32,00 (para os incrédulos: trinta e dois reais). Nos demais pedágios pagamos 9,00, 4,50 e 7,00 pesos argentinos.

DSC_8484

DCIM100GOPRO

As crianças se comportaram bem hoje. Para isso, além de levar motivos para entretê-las, fizemos paradas sempre que foi necessário para atender as necessidades delas. Mesmo assim, aproveitamos sempre que elas estão dormindo ou tranquilas para fazer a viagem render. Deste modo, conseguimos viajar um trecho de aproximadamente 400km sem parar! Foi um recorde! Mas, de vez em quando acontece e nós aproveitamos!

DCIM100GOPRO

Felizes viajando de carro

Em Saenz Peña não tínhamos reserva de hotel. Chegando na cidade fomos procurar uma opção de hospedagem indicada pelo GPS. Previamente tínhamos visto algumas opções pela internet, mas decidimos ir no mais próximo e de mais fácil acesso.

Desta forma fomos parar no Hotel Internacional. O hotel é bem ruim, mas estávamos cansados e resolvemos ficar por lá mesmo (que arrependimento!), já que tinha facilidade em relação ao estacionamento. A garagem é localizada ao lado do hotel e é de fácil acesso. Além disso, o estabelecimento possui ar condicionado, ventilador, TV, wi-fi e café da manhã. Os banheiros não são bons pois, são muito pequenos e daqueles que ficam com todo o piso molhado após o banho. Outro ponto negativo foi o fato do nosso quarto (e todos os demais) apresentar cheiro forte a cigarro. Não há quartos destinados a não fumantes. Pedimos para trocar e o outro quarto estava em condições um pouquinho melhores (possuia um forte cheiro de tinta que mascarava o cheiro de cigarro) além de ser um pouco mais amplo. Obviamente não indicamos se hospedar por lá.

O hotel é bem central. Desta forma, após nos acomodarmos fomos dar uma volta para sacar dinheiro e depois jantar.

A temperatura estava bem agradável e saímos a pé. Após caminharmos algumas quadras já estávamos no centro da cidade. Nos surpreendeu o agito na cidade. Chegamos por volta das 21h e havia muito movimento na zona central, praticamente todo o comércio estava aberto. Mesmo às 22h ainda haviam algumas lojas e supermercados abertos e até mesmo um passeio com trenzinho infantil estava sendo realizado. Na praça tinha algumas bancas de artesanato, além de estar sendo encenado o nascimento de Jesus.

Como achamos que tínhamos poucos pesos argentinos, em nosso breve passeio aproveitamos para tentar tirar dinheiro em um caixa eletrônico. Novamente encontramos dificuldade em sacar com cartão de débito do banco Itaú (cartão da conta corrente). Encontramos duas redes de caixas eletrônicos: a Link e a Banelco. Mesmo em uma mesma rede tem uns caixas que aceitam e outros não. Neste dia acabamos conseguindo sacar com um cartão do Banco Brasil que utilizamos em caso de necessidade.

Após o saque retornamos para o hotel.

 

Procurando onde se hospedar? Clique no logo abaixo e efetue a sua reserva!

 

 

Tem interesse em efetuar uma reserva? Antes de reservar a sua hospedagem utilize os links do Booking do nosso blog ou fanpage e colabore conosco! Não há nenhum acréscimo de valor e nós ganhamos uma pequena comissão por cada reserva efetuada que irá auxiliar na manutenção do nosso blog.

 

Encontre o Viajando de Carro nas redes sociais.

Curta a Fanpage do Viajando de Carro no Facebook e acompanhe as notícias sobre todas as viagens que realizamos de carro.

Nos siga no Instagram @blogviajandodecarro e curta as fotografias que tiramos durante as nossas viagens.

Veja as nossas fotografias no Flickr.

Nos acompanhe no Twiter: @viajedecarro.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *