Esta foi a viagem de carro que realizamos (Alexandre e Rosângela, casados, engenheiro e nutricionista) entre dezembro/2009 e janeiro/2010, saindo de Pelotas/RS e percorrendo Argentina, Chile e Bolívia. Foram 20 dias de viagem totalizando 7920Km rodados. Nosso carro é um Prisma Maxx 1.4 2007.

Esta é nossa segunda experiência viajando de carro pelos países da América do Sul. Desta vez conhecemos mais um país: a bela e surpreendente Bolívia.

Parque Nacional Los Cardones (Argentina)

Parque Nacional Los Cardones (Argentina)

Desta vez, já com mais experiência, não tivemos muita dificuldade nos preparativos da viagem. O que levou mais tempo foi definir os lugares que iríamos conhecer. Para isto usamos os diversos relatos de outros turistas disponíveis na internet.

Com certeza podemos afirmar que a viagem foi perfeita. Não tivemos nenhum problema ou imprevisto, realmente deu tudo certo. Conseguimos cumprir todo nosso roteiro. Os lugares que conhecemos foram incríveis. Mais uma vez estamos dislumbrados com toda a beleza deste nosso fantástico continente.

Na Argentina conhecemos as belas regiões localizadas no norte e noroeste: Salta, Cafayate, Cachi, Cuesta del Obispo, Parque Nacional Los Cardones, Quebrada Las Flechas, Cafayate, Quebrada de Cafayate, Quebrada Las Conchas, San Antonio de Los Cobres, viaduto La Polvorilla, Purmamarca, Cierro Siete Colores, Humahuaca, Iruya, Tilcara, Susques, Paso Jama, Cuesta del Lipán, Salinas Grandes, Fiambalá, Antofagasta de La Sierra, Salar de Antofalla, Laguna Verde, Belen, Vulcão Antofagasta, Vulcão Alumbrera, Salar de Antofalla, Povoado de Antofalla, Ojos del salar (Salar de Antofalla), Vega La Botijuela, povoado Las Quinuas, Penhas Coloradas, Abra del Infiernillo, La Quebradita, Tafí del Valle, …

No Chile fomos até o Deserto do Atacama, Vulcão Licancabur, Vulcão Juriques, San Pedro de Atacama, Laguna Cejas, Ojos del Salar (Salar de Atacama), Vila de Toconao, Valle de Jere, Laguna Chaxa, Salar de Atacama, Quebrada de Guatin, Termas de Puritama, Valle de La Luna, Cordilheira do Sal, Cordillera Domeyko, Katarpe, Valle de La Muerte, Antofagasta, Mano del Desierto, Chañaral, Copiapó, Paso San Francisco, …

Na Bolívia conhecemos o Paso Hito Cajón, Laguna Blanca, Laguna Verde, Águas termais Polques, Geisers Sol de Mañana, Laguna Colorada, Villa Mar, Copa del Mundo, Itália Perdida, Laguna Pinto, Valle de Las Rocas, La Cascata, Villa Alota, San Cristóbal, cidade de Uyuni, Cemitério de trens, Salar de Uyuni, Hotel de Sal, …

Atravessamos as Cordilheiras dos Andes entre Chile e Argentina no paso Jama e paso San Francisco. Vimos de perto o Vulcão Licancabur (fronteira Chile/Bolívia).

Quebrada Las Flechas (Argentina)

Quebrada Las Flechas (Argentina)

Esta foi a viagem em que conhecemos lugares únicos:

  • Deserto do Atacama (Chile): deserto mais alto e árido do mundo, 200Km de extensão, apresenta variações de temperatura que vão de 0°C a 40°C, possivelmente é o lugar na Terra que passou mais tempo sem presenciar chuvas, sendo registrados 400 anos sem indícios de chuva.
  • Salar de Uyuni (Bolívia): maior planície salgada do mundo com 10 bilhões de toneladas de sal, cuja espessura é de 120m e altitude de 3650m.
  • Vulcão Ojos del Salado (fronteira Argentina/Chile, no paso San Francisco): com 6.893 metros de altitude, considerado o mais alto vulcão do mundo, é a segunda mais alta montanha da América do Sul (a primeira é o Aconcagua).

Fomos muito bem recebidos pelos argentinos, chilenos e bolivianos.

Números da viagem:

  • 20 dias
  • 4 países (Brasil, Argentina, Chile e Bolívia)
  • 7920Km percorridos
  • 2 travessias das cordilheiras (fronteira Chile/Argentina): paso Jama e paso San Francisco
  • 611 litros de gasolina
  • 13km/l de consumo médio de gasolina
  • R$4945,02 de despesas (excluindo as compras pessoais e presentes)

Abaixo está nosso roteiro de viagem:

Roteiro: (BRASIL) - Pelotas - (ARGENTINA) - Resistencia - Salta - Purmamarca - Tilcara - (CHILE) - San Pedro de Atacama - (BOLIVIA) - Villa Mar - Uyuni - Alota - (CHILE) - San Pedro de Atacama - Copiapó - (ARGENTINA) - Fiambalá - Antofagasta de La Sierra - Tafi del Valle - Resistencia - (BRASIL) - Pelotas

Roteiro: (BRASIL) – Pelotas – (ARGENTINA) – Resistencia – Salta – Purmamarca – Tilcara – (CHILE) – San Pedro de Atacama – (BOLIVIA) – Villa Mar – Uyuni – Alota – (CHILE) – San Pedro de Atacama – Copiapó – (ARGENTINA) – Fiambalá – Antofagasta de La Sierra – Tafi del Valle – Resistencia – (BRASIL) – Pelotas

Pôr do sol no salar: retornando a San Pedro de Atacama (Chile)

Pôr do sol no salar: retornando a San Pedro de Atacama (Chile)

Laguna Blanca (Bolívia)

Laguna Blanca (Bolívia)

Laguna Verde com vulcão Lincabur ao fundo (Bolívia)

Laguna Verde com vulcão Lincabur ao fundo (Bolívia)

Flamingos no Laguna Colorada (Bolívia)

Flamingos no Laguna Colorada (Bolívia)

Povo boliviano (Bolívia)

Povo boliviano (Bolívia)

Salar de Uyuni (Bolívia)

Salar de Uyuni (Bolívia)

Ainda dava para ver os hexágonos formados quando o salar fica seco (Bolívia)

Ainda dava para ver os hexágonos formados quando o salar fica seco (Bolívia)

Valle de La Luna (Chile)

Valle de La Luna (Chile)

Foto que tiramos da lua com a ajuda das lentes do telescópio (Chile)

Foto que tiramos da lua com a ajuda das lentes do telescópio (Chile)

Tour a cavalo pelo Valle de La Muerte (Chile)

Tour a cavalo pelo Valle de La Muerte (Chile)

Laguna Verde: o branco no chão é sal, nas montanhas é neve (Argentina)

Laguna Verde: o branco no chão é sal, nas montanhas é neve (Argentina)

Lado argentino do Paso San Francisco

Lado argentino do Paso San Francisco

Salar de Antofalla e seus inúmeros vulcões (Argentina)

Salar de Antofalla e seus inúmeros vulcões (Argentina)

Ojos del salar (Salar de Antofalla - Argentina)

Ojos del salar (Salar de Antofalla – Argentina)

[blog count=”50″ cat=”157″]

113 respostas
« Older Comments
  1. Maurício
    Maurício says:

    Olá amigo, estou querendo ir de carro de San Pedro de Atacama até Uyuni, é possível? Pelo que entendi de seu trajeto fizeram isso. Google Maps da opção de ir por Ollaque no Chile, ALota na Bolívia… até Uyuni, porém sem pavimentação.
    Enfim, não consegui tracejar por Villa Mar como mostrasse. Estou com medo de chegar em San Pedro e não conseguir ir de carro ou ir e me perder no caminho. Tens algum conselho e há caminhos? Grande abraço e parabens pelos relatos

    Responder
    • Willian Heissler
      Willian Heissler says:

      Olá Maurícuo, você pode fazer de carro, mas existem algumas limitações.
      Enfim nós fizemos o trajeto contrário, fomos de Uyuni para San Pedro, com nosso próprio carro.
      No sei caso, você terá que sair de San Pedro e entrar na Reserva Eduardo Avaroa, nela você irá subir até Alota. Dentro da reserva não existe Pavimento, maior parte da estrada é são pedras soltas. Em alguns pontos o carro pode raspar ou até ficar preso. Recomendo sair cedo e tentar acompanhar alguma equipe de turismo. Dentro da Reserva você poderá dormir na laguna colorada, lá existe um refúgio, bem barato e tem até janta, mas não espere conforto e se tiver um colchão melhor levar.
      Da Laguna Colorada você tem duas opções, ou subir diretamente até o Salar ou ir sentido a Alota. A primeira opção é recomendada somente para quem tem 4×4, nós optamos por andar sentido Alota. Dae até Uyuni a estrada está bem boa, e tem 2 postos de gasolina.

      Pontos de recomendação, primeiro, em alguns lugares vocÊ pode ficar empenhado com seu carro devido a altitude, talvez como você irá fazer o sentido contrário não sofra tanto. No nosso caso passamos por um vale com uma subida, o carro não passava dos 40km/h devido ao ar rarefeito, em geral o carro perde 10% de potência a cada mil metros, naquele momento tinhamos passado os 4 mil metros.

      Segundo ponto, levar gasolina extra, lembre que você irá sair de San Pedro com o tanque cheio e somente irá encontrar posto em Alota.
      Por precuação levamos comida e mantimentos para o pior. graças a deus nada ocorreu. No nosso blog colocamos alguns detalhes também, espero ter ajudado, https://fourwheelsontheroad.com/

      Terceiro, verifica a época em que você deseja ir, em épocas de chuvas pode ser impossível passar com carro devido aos atoleiros. Nós optamos por ir na época de seca e não tivemos maiores problemas.

      Abs

      Responder
  2. Cesar Eduardo Habitzreuter
    Cesar Eduardo Habitzreuter says:

    Olá, tudo bem!! Este final de ano vou de carro ( HB-20 ) prórpio também. Vou sair de Brusque – SALTA – UYUNI – SAN PEDRO DE ATACAMA. Minha dúvida é qual estrada de asfalto pegar de Uyuni para o Atacama? De Salta para Uyuni vou pela via RN9 e Trajeto 21 mas não quero retornar para ir ao Atacama. Um forte abraço!!

    Responder
  3. Willian
    Willian says:

    Olá pessoal,

    vocÊs chegaram a andar no salar Uyuni com o carro ou foram com algum guia? Caso tenham ido de carro gostaria de dicas, pois estou indo de caminhonete porém não é 4×4.
    Outra dúvida que tenho é: vcs levaram gasolina extra para a trip?

    Abrcsss

    Responder
    • Alexandre Souza
      Alexandre Souza says:

      Olá Willian
      Não andamos com nosso carro no salar. Não é muito aconselhável entrar com o próprio carro no salar, pois é fácil de se perder e ainda mais atolar. Vale a pena contratar um tour e deixar o carro na cidade de Uyuni.
      Nós não carregamos combustível extra em nossas viagens, mas para se aventurar pelo sul da Bolívia, nas estradas de terra, vale a pena. A infraestrutura da região é bem precária.
      Um abraço
      Alexandre, Rosângela, Felipe e Isabela

      Responder
      • Willian
        Willian says:

        Oi Alexandre,

        acabei esquecendo de responder, mas em primeiro lugar parabéns pelo site, foi o que mais utilizamos para nossa viagem. E como somos um pouco loucos nos aventuramos pelo salar de uyuni por nossa conta. Lógico, optamos por ir na época de seca. Foi uma experiência única. Tenho que confessar que o momento de maior medo não foi o salar e sim a travessia da reserva…. muito medo pois passamos praticamente um dia rodando até chegar na laguna colorada sem um sinal de vida.

        Obrigado por todas as dicas, a próxima iremos iniciar dia 25 de fevereiro, iremos fazer a patagônia, saíndo de Bento Gonçalves, descendo pela ruta 40 e subindo pela ruta 3.
        Esperot que dê tudo certo, a propósito a última postagem referente aos valores do combustível foi de muita utilidade.

        Abs
        Willian Heissler
        https://fourwheelsontheroad.com/

        Responder
  4. otavio rossi
    otavio rossi says:

    Ola amigos…duvida basica…mas a mais importante de todas…temos uma nenem de 2 anos…rola fazer uma viagem pra san pedro atacama e Salar?

    Att

    Otavio

    Responder
    • Alexandre Souza
      Alexandre Souza says:

      Ola Otavio
      Com certeza pode ir com seu bebe em ambos lugares. No entanto, talvez não seja uma boa ideia fazer o tour que fizemos de 4 dias pela Bolívia, pois a infraestrutura é muito precária. Sugerimos que você vá até a cidade de Uyuni e de lá contrate um tour para passar o dia no salar.
      Não se esqueça de criar um roteiro para adaptação a altitude, pois boa parte da Bolívia está acima dos 3 mil metros. Veja mais dicas no link abaixo:
      http://viajandodecarro.com.br/como-planejar-sua-viagem/aclimatacao-a-altitude/
      Um abraço
      Alexandre, Rosângela, Felipe e Isabela

      Responder
  5. Izac Chapiewski
    Izac Chapiewski says:

    pegaram estradas de rípio somente na Argentina então? se entedi bem… Minha rota é da Serra Catarinense até Antofagasta (chile) Potosí (uyuni) e retorno para o Brasil por Mato Grosso. desses trechos que tu fez são pavimentados?

    Responder
    • Alexandre Souza
      Alexandre Souza says:

      Olá Izac
      Nessa viagem pegamos rípio no paso San Francisco e na estrada até Antofagasta de La Sierra (na Argentina). O caminho que fizemos pela Bolívia também foi todo em estrada de rípio.
      Dá para ir até Antofagasta (Chile), Potosí e Uyuni em estradas asfaltadas. Basta verificar através do site ruta0.com ou pelos mapas do projeto Mapear.
      No ruta0.com o trecho entre Potosí e Villazón (Bolívia) consta como em rípio, mas está tudo asfaltado. Passamos por lá no mes passado.
      Um abraço
      Alexandre, Rosângela, Felipe e Isabela

      Responder
  6. Diego
    Diego says:

    Boa tarde,

    Gostaria de parabenizá-los pelo site, e desejar-lhes sempre mta felicidade.

    Sou de Taquari/RS;
    Minha noiva e eu gostariamos de fazer uma viagem bastante longa.

    Saindo de Porto Alegre, atravessando o estado até Uruguaiana, em direção a Mendoza, após subindo pelo deserto de Atacama até Machu Picchu.

    Vocês acham que fica muito pesada esta viagem?
    Quais rotas mais apropriadas?
    Vale a pena retornar pela Bolívia?

    Att.;

    Diego Ferreira

    Responder
    • Alexandre Souza
      Alexandre Souza says:

      Olá Diego
      Creio que serão uns 40 dias de viagem, ao menos. Uns 45 dias seria o ideal se pretendes conhecer a região de Mendoza e Santiago. Caso você não tenha tanto tempo sugerimos que você diminua o escopo de sua viagem.
      Acabamos de retornar de nossa viagem a Peru e Bolívia e levamos 35 dias, com um escopo menor que o seu. Nosso roteiro está publicado aqui:
      http://viajandodecarro.com.br/roteiro-peru-e-bolivia/

      A Bolívia é muito bela e vale a pena passar por lá. Principalmente a região de Sud Lípez, Salar de Uyuni e La Paz.
      Um abraço
      Alexandre, Rosângela, Felipe e Isabela

      Responder
  7. Izac Chapiewski
    Izac Chapiewski says:

    Olá, muito interessante sua viagem. Estou me programando para fazer uma parecida, só tenho uma duvida, pelo que vi alguns trechos não são pavimentados, e isso causa um pouco de medo. em relação a isso a viagem de vcs foi tranquila?

    Responder
    • Alexandre Souza
      Alexandre Souza says:

      Olá Izac
      Apesar de usarmos um carro de passeio convencional, geralmente passamos por algum trecho de rípio em nossas viagens. Procuramos sempre trechos curtos, com menos de 200km.
      Nesta viagem pegamos rípio entre Cachi e Cafayate e na estrada até Antofagasta de La Sierra. O primeiro trecho realmente é entendiante e demorado, pois a estrada é bem ruim. De qualquer forma dá para fazer somente o trecho asfaltado nesta região. Em uma nova viagem nós evitaríamos este trecho.
      A estrada até Antofagasta de La Sierra, se não chover, até que não é muito ruim. Mas como passar por dentro de rios, se chover é inviável.
      Um abraço
      Alexandre, Rosângela, Felipe e Isabela

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

« Older Comments

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *