Viajando com as crianças

Para muitas pessoas o fato de ter filhos pequenos, principalmente bebês, pode ser um motivo para se pensar muito antes de sair por aí viajando, especialmente viagens longas e de carro. Nunca pensamos desta forma e, mesmo antes de ter filho, sabíamos que eles nos acompanhariam em nossas aventuras.

Viajando de carro com o Felipe

Viajando de carro com o Felipe

A primeira viagem de nosso bebê foi ainda na barriga da mamãe. Quando a Rosângela estava grávida de 6 meses fomos em uma excursão de 4 dias conhecer Buenos Aires. Foi uma viagem bem curta, mas foi importante para nós já irmos nos acostumando com a ideia de viajarmos todos juntos.

Em Buenos Aires no sexto mês da gestação do Felipe

Em Buenos Aires no sexto mês da gestação do Felipe

Logo após o nascimento de nosso filho já estávamos fazendo planos de viajar novamente e levá-lo junto em nossas aventuras de carro. O que não imaginávamos é que seria tão cedo. Inicialmente achávamos que deveríamos esperar ele crescer mais um pouco, porém a nossa experiência com a maternidade e paternidade foi tão tranquila que logo que foi possível já o levamos para viajar. Sua primeira grande aventura foi com apenas 6 meses, quando realizamos uma viagem de 23 dias pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai,  totalizando 6582Km rodados. Nesta viagem conhecemos a beleza extraordinária do Parque Talampaya, a força e imponência das cataratas do Iguaçu (pelo lado brasileiro e argentino) e as históricas missões brasileiras, paraguaias e argentinas. Conhecemos também o belo e intrigante Parque Ischigualasto e as cidades de Rosário e Córdoba, na Argentina.

Felipe com 6 meses em sua primeira longa viagem de carro

Felipe com 6 meses em sua primeira longa viagem de carro

Não há dúvidas de que viagens com crianças sejam mais complicadas, pois são necessários muitos preparativos e uma lista imensa do que levar, tudo isto para garantir o conforto e bem estar dos pequeninos. Mas tudo isto pode ser resolvido com um bom planejamento para que nenhum item seja esquecido, evitando assim algum transtorno durante a viagem.  Importante, além de ter uma lista do que levar, é começar arrumando as malas alguns dias antes e ir separando tudo que a criança necessitará durante a viagem. Desta forma se ganha tempo e sempre algum item a mais é lembrado.

Baseados em nossas experiências viajando de carro com o nosso bebê, resolvemos criar este artigo com dicas sobre o assunto. Serão abordados alguns fatores importantes, tais como alimentação, saúde, higiene e entretenimento.

Alimentação

A alimentação das crianças durante longas viagens talvez seja um dos pontos mais críticos do planejamento, principalmente quando os pais se preocupam em oferecer refeições adequadas e saudáveis para seus filhos. No caso de nosso bebê, em sua primeira grande viagem de carro ele estava com 6 meses, iniciando a introdução de alimentos sólidos em sua alimentação. Devido a isto a experiência foi mais complicada, pois nem sempre foi possível oferecer adequadamente os alimentos necessários.

Felipe comendo beterraba: mesmo durante as viagens procure oferecer alimentos saudáveis aos pequenos

Felipe comendo beterraba: mesmo durante as viagens procure oferecer alimentos saudáveis aos pequenos

As situações de alimentação irão variar conforme a faixa etária das crianças. A seguir descrevemos um pouco sobre a alimentação em cada faixa etária.

– Bebês menores de 6 meses

Nesta faixa etária é recomendável que os bebês estejam mamando somente no peito. Desta forma, pelo menos neste quesito, seria a melhor época para viajar. Neste caso a alimentação não seria uma preocupação, pois o alimento do bebê está sempre prontinho e na temperatura ideal a qualquer hora que ele necessite!

Menores de 6 meses: somente o leite materno é recomendado e suficiente para nutrir e hidratar

Menores de 6 meses: somente o leite materno é recomendado e suficiente para nutrir e hidratar

Para os bebês desta faixa etária que fazem o uso de leite industrializado, os principais cuidados são em manter a higiene no preparo das mamadeiras e, sempre que possível, preparar o leite no momento em que será dado à criança. Caso isto não seja possível, procure conservá-lo em uma caixa térmica ou geladeira automotiva, evitando assim que o leite estrague. Se a temperatura no ambiente não for muito alta, vale também os acondicionadores térmicos de mamadeiras ou bolsas térmicas, os quais conseguem conservar a temperatura por um curto espaço de tempo.

Hidratação: Os bebês que estão em aleitamento artificial devem ingerir água regularmente durante o dia, principalmente se estiver fazendo calor, pois eles perdem bastante líquido através do suor. Não esqueça que a água deve ser mineral para evitar contaminação por microorganismos que possam causar algum problema gastrointestinal, como vômitos e diarréia. Evite oferecer água mineral das bombonas azuis, pois se os bebedouros não forem higienizados adequadamente você poderá estar oferecendo água contaminada ao seu filho.

Mantenha seu filho hidratado: ofereça bastante água aos bebês durante as viagens e passeios

Mantenha seu filho hidratado: ofereça bastante água aos bebês durante as viagens e passeios

– Bebês maiores de 6 meses: 

Bebês a partir dos 6 meses, além do aleitamento materno (ou artificial), já começaram a introdução de alimentos sólidos. Dependendo do local para onde se está viajando, pode ser bem difícil conseguir que o bebê faça todas as refeições de uma forma mais saudável para ele. Muitos são os fatores que impedem que os bebês sejam alimentados adequadamente. É difícil acharmos um restaurante que sirva alimentos que o bebê possa consumir e que estes já façam parte de sua rotina alimentar.

Outro problema é em relação à segurança dos alimentos que são servidos. Devemos estar bem atentos para observar a higiene do ambiente e dos utensílios, tentando assim nos assegurar que a comida servida foi preparada seguindo critérios de higiene. Desta forma é possível avaliar as chances do alimento servido estar contaminado com microorganismos que possam porventura causar algum mal ao bebê. Esteja sempre atento e, se desconfiar de alguma coisa, não arrisque.

Para as refeições principais é possível que algumas vezes se encontre algo que o bebê possa consumir em restaurantes. É melhor quando os restaurantes possuam um buffet, pois dessa forma os alimentos podem ser visualizados, sendo possível fazer uma boa escolha para os pequeninos. Dependendo do país que se esteja viajando é mais difícil encontrar buffets self-service disponíveis.

Na falta de um bom restaurante, uma opção é oferecer  papas industrializadas. Nossas viagens costumam ser longas (entre 20 e 30 dias) e desta forma, infelizmente é difícil evitar oferecer este tipo de alimento. Certamente não é a melhor alternativa, porém em algumas situações da viagem pode-se configurar uma boa (ou única) opção. As papas, desde que bem acondicionadas, são um alimento muito seguro para ser dado ao bebê. Antes de oferece-las ao bebê solicite o seu aquecimento em um restaurante ou nas lojas de conveniência dos postos de combustíveis. Lembre-se que este tipo de alimento é muito prático e, para muitos pais, pode ser tentador alimentar o bebê somente com papas industrializadas. Porém elas não são um alimento saudável, desta forma procure dar ao bebê somente quando for realmente necessário. Para viagens mais curtas ou quando o destino engloba casa de parentes e amigos pode-se pensar em outras alternativas.  Neste blog a mamãe do Marcel ensina uma solução para, mesmo longe de casa, continuar oferecendo a comida caseira e saudável a qual o bebê está habituado.

Após 6 meses: procure alternativas alimentares saudáveis para oferecer ao seu bebê durante as viagens

Após 6 meses: procure alternativas alimentares saudáveis para oferecer ao seu bebê durante as viagens

Na hora dos lanches já é mais fácil. Para bebês de 6 meses até 1 ano, o ideal é que os lanches sejam compostos por frutas. As frutas são alimentos de fácil aquisição e podem compor um lanche adequado e muito saudável.

Entre um passeio e outro o Felipe saboreia uma deliciosa bananinha

Entre um passeio e outro o Felipe saboreia uma deliciosa bananinha

Após um ano os bebês já podem consumir leite de vaca comum. Opte por leite em pó durante a viagem, pois desta forma ele poderá ser preparado na hora que a criança for consumir.

Existe no mercado um acessório muito prático chamado de esquenta mamadeiras, o qual também serve para esquentar papas. Este é um item ideal para viagens, pois pode ser utilizado a qualquer momento. Porém o processo pelo qual o produto tem que passar para ser reutilizado não é muito prático, pois necessita ir ao fogo.

Além do esquenta mamadeiras, que possui um custo mais elevado, você pode optar por um ebulidor 12V (aquecedor de água) ou pelas canecas térmicas 12V. Estes dois últimos itens,  mesmo que seu uso tenha menos praticidade, possibilitam aquecer água para o preparo das mamadeiras. Com um pouco de criatividade dá para esquentar as papinhas também.

Apesar do uso destes acessórios para esquentar papas e mamadeiras, o mais prático (e o que mais utilizamos) é pedir para aquecê-los em postos de combustíveis e restaurantes. Nas lanchonetes da maioria dos postos de combustíveis há um microondas disponível para uso dos clientes. Caso não esteja disponível para o cliente mesmo manusear, peça para um dos funcionários do local.

– Crianças: para as crianças maiores de 2 anos a alimentação já fica um pouco mais flexível. O cuidado com a segurança dos alimentos para que estejam livres de contaminação é igualmente importante. Apesar de serem alimentos bastante acessíveis durante a viagem, evite dar frituras, salgadinhos, bolachinhas recheadas e doces. Com certeza este itens não são alimentos adequados e podem fazer mal caso a criança os consuma frequentemente ou em excesso. Mesmo viajando, incentive que as crianças consumam também alimentos saudáveis como frutas, iogurtes, barrinhas de cereais, bolachas simples e sucos de frutas.

Não se esqueça da hidratação, estimulando o consumo principalmente de água mineral. Sucos de frutas também podem ser dados, mas evite oferecer somente produtos industrializados. Para os maiorzinhos ofereça também somente água mineral e evite água das bombonas azuis, pois a água poderá estar contaminada pela falta de higiene adequada nos bebedouros.

Crianças maiores: o cuidado com a hidratação também é importante. Prefira oferecer água durante as viagens e passeios

Crianças maiores: o cuidado com a hidratação também é importante. Prefira oferecer água durante as viagens e passeios

Algumas dicas gerais sobre alimentação:

– Estacione o carro em algum lugar seguro quando for amamentar o bebê no peito, evitando tirar seu filho da cadeirinha enquanto o veículo estiver em movimento.

– Em restaurantes, prove o alimento antes de dar ao seu bebê para verificar o uso de temperos fortes (pimenta, vinagre, etc) ou o excesso de sal.

– Tente, na medida do possível, ter uma rotina de horário para as refeições e procure alimentar à criança em intervalos de 3 em 3 horas.

– Mantenha os alimentos bem acondicionados em caixas térmicas ou geladeiras automotivas. Deve se ter este cuidado mesmo com os alimentos que possam ser conservados à temperatura ambiente, pois no interior do carro fechado a temperatura pode ser superior ao recomendada para o alimento, deixando-o impróprio para o consumo.

Usamos uma geladeira automotiva da marca Black & Decker com capacidade para 9 litros, modelo BDC212F-LA. Este acessório é muito prático, pois mantém os alimentos e bebidas bem gelados. De acordo com uma pesquisa que fizemos com equipamentos semelhantes, este modelo é a geladeira que mais gela os alimentos, resfriando a 4°C e aquecendo até 48°C. Esta geladeira possui um compartimento para congelar em uma temperatura de até -2°C. Para quem costuma viajar bastante de carro vale a pena o investimento. Veja mais informações sobre este equipamento no site do fabricante.

– Evite que as crianças comam somente alimentos de alto valor energético, tais como doces, salgadinhos e frituras. Além de não serem saudáveis, o excesso destes alimentos pode causar má digestão, ocasionando dores de estômago, vômitos e diarréia.

– Incentive o consumo de frutas, pois além de serem alimentos fresco e saudáveis, são também bastante disponíveis e de fácil aquisição.

– Leve os utensílios próprios da criança (pratinhos, talheres, copos e mamadeira). Leve também faca e garfo para poder descascar e cortar as frutas.

– Leve um pote dosador de leite em pó, pois este item é muito útil no preparo de mamadeiras. Este pote possui três divisórias, onde pode-se dosar a quantidade ideal para o preparo de até três mamadeiras. É super prático, pois possui um bico que permite colocar o leite em pó direto na mamadeira ou copinho (sem fazer sujeira) e depois é só adicionar a água.

Pote dosador de leite em pó

Pote dosador de leite em pó

– Tenha sempre garrafas com água mineral para consumo. Além do consumo habitual, pode ser útil em alguma emergência, caso o carro fique parado na estrada, por exemplo.

– Tenha sempre uma garrafa de água dentro do carro reservada para lavar as frutas, mãos e utensílios.

– Use uma mochilinha ou lancheira térmica para acondicionar os alimentos e levá-los bem armazenados nos passeios que forem fazer sem o carro.

Entretenimento e distração

Ao viajar com crianças, principalmente em viagens longas, é preciso ter vários artifícios para que elas fiquem entretidas durante o maior tempo possível. Desta forma evita-se que fiquem entediadas e, no caso dos bebês e crianças menores, comecem a chorar.

Importante, além das estratégias para deixar a criança entretida, são as paradas frequentes para que elas espaireçam um pouco fora do carro, mamem, façam alguma refeição, troquem as fraldas ou vão ao banheiro.

Caso a viagem seja mais longa e não se queira perder muito tempo, tente fazer com que as paradas já coincidam com outras já planejadas, tais como abastecer o carro. É importante que estas paradas sejam feitas, no mínimo, a cada 2 horas.

Dicas de como entreter as crianças durante a viagem:

Em viagens mais longas é fundamental que se tenham várias maneiras de entretimento para as crianças, pois ficar longo tempo dentro do carro obviamente as deixará entediadas. Isso pode ocorrer até mesmo em viagens mais curtas, no caso das crianças um pouco mais agitadas ou inquietas. A seguir daremos algumas dicas que poderão ajudar a distrair a criançada.

– Levar alguns dos brinquedos preferidos da criança. Como elas estão indo para lugares onde tudo será diferente da sua rotina diária, é importante que tenham consigo objetos bem conhecidos e os quais elas gostem bastante. Não exagere na quantidade de brinquedos, pois a bagagem já é grande e não terá lugar para muita coisa dentro do carro.

– É interessante também levar alguns objetos, não necessariamente brinquedos, que sejam desconhecidos da criança (principalmente para os bebês). Assim quando estiverem enjoadas dos mesmos brinquedos, há a possibilidade de se oferecer algo novo, o que muitas vezes pode resultar em distração por um bom tempo. Tenha o cuidado destes objetos não terem partes pequenas que possam se soltar e serem ingeridas pelas crianças menores de 3 anos.

– Levar CDs com musiquinhas infantis ou outro tipo de música que a criança goste. Bebês e crianças no geral gostam muito de música e é, com certeza, um bom entretimento, principalmente se tiver alguém disposto a cantar junto e fazer gestos que acompanhem o ritmo das músicas. Elas certamente irão adorar e se distrair bastante!

– Um DVD player portátil, tablet ou notebook também são interessantes para que elas possam assistir vídeos e filmezinhos de sua preferência. Bebês e crianças pequenas gostam muito de vídeos onde eles mesmos aparecem. Faça uma seleção de vídeos caseiros onde o bebê aparece e ele com certeza se divertirá bastante como o ator principal. Faça também uma seleção de filmes e desenhos preferidos do seu filhos e leve junto. É uma atividade que distrai bastante a criançada.

Um acessório prático e útil é um holder que prende o tablet no encosto do banco dianteiro do carro, permitindo que o aparelho fique em frente a quem está no banco traseiro. Há modelos no mercado que se ajustam a vários modelos de tablets.

Felipe distraído assistindo um vídeo no tablet que esta fixo no banco através do holder

Felipe distraído assistindo um vídeo no tablet que esta fixo no banco através do holder

– Leve lápis de cor, canetinhas, giz de cera e até mesmo massinhas de modelar. As crianças maiores se distraem bastante fazendo desenhos e colorindo. Uma boa ideia é levar revistas com atividades e desenhos para colorir. As massinhas de modelar podem sujar um pouco o carro, mas caso haja uma preocupação em relação a isto, deixe esta atividade para ser realizada no hotel.

– Leve livrinhos de histórias e gibis, pois eles distraem desde os pequeninos até as crianças maiores que já podem ler sozinhas.

– Leve joguinhos eletrônicos portáteis, ou aproveite o notebook ou tablet para jogar, o que também é uma atividade bastante prazerosa para os maiorzinhos.

– Caso haja mais do que uma criança, veja as atividades e brinquedos que sejam pertinentes para realizarem juntas e coloque na lista do que levar.

– Leve jogos, tais como os de cartas, dominós, damas e trilha. Eles podem ser atividades interessantes também no hotel, principalmente nos dias que porventura chova e não seja possível fazer os passeios programados.

– Procure sempre diversificar as tarefas, evitando que eles fiquem muito tempo fazendo a mesma coisa.

As bandejas de viagem para crianças são muito úteis para auxiliar nas brincadeiras da criançada e garantia de entretenimento durante um bom tempo. Existem modelos fabricadas pela Fisher Price, Munchkin e de várias outras marcas. No Brasil ainda não encontramos onde comprar, porém é possível adquirí-las em sites como a Amazon e Ebay.

Bandeja de viagem: pratica e organizadora

Bandeja de viagem: pratica e organizadora

Saúde e higiene

Quando estamos viajando desejamos que todos fiquem bem até o final, sem intercorrências, principalmente com problemas relacionados com a saúde das crianças. Antes de viajar é importante consultar o pediatra e pedir orientações a respeito dos problemas de saúde mais corriqueiros.

Deve-se fazer uma pequena lista de medicamentos que possam vir a ser necessários. Itens básicos como antitérmicos, antissépticos, gase, algodão, micropore, band-aid e termômetro são essenciais para se ter na farmacinha de viagem. Remédios para enjoos, vômitos e diarréia também são importantes. Fale com o pediatra e veja quais as melhores opções para levar durante a viagem.

Consulte o pediatra de seu filho e peça ajuda para montar a farmacinha que será levada durante a viagem

Consulte o pediatra de seu filho e peça ajuda para montar a farmacinha que será levada durante a viagem

Procure viajar com todas as vacinas em dia e não esqueça de levar a carteira de vacinação. Verifique a necessidade da vacina contra febre amarela e, caso necessário (crianças acima de 9 meses), vacine a criança com no mínimo  10 dias de antecedência da data marcada para a viagem. Não esqueça de fazer a carteira de vacinação da ANVISA para viagens pela América do Sul, alguns países a exigem. Para mais informações consulte a seção sobre documentação.

Procure minimizar a chance de problemas com vômitos e diarréia, oferecendo à criança alimentos seguros e água mineral.

Para proteger as crianças do sol, leve protetor solar adequado para suas idades. Bebês podem utilizar protetores solar a partir dos seis meses. Na dúvida consulte o pediatra.

Outro acessório que acaba sendo bastante útil é um guarda-chuva. Em uma de nossas viagens durante o inverno fomos visitar alguns parques. Estava tão calor que precisamos proteger o bebê com o guarda-chuva por causa do sol forte.

Leve um repelente de insetos para ser utilizado em locais onde há muitos mosquitos, os quais podem surgir em passeios ao ar livre ou mesmo nos hotéis.

Quanto à higiene, procure ter na bolsa do bebê sabonete líquido e álcool gel. Estes produtos serão com certeza muito úteis durante toda a viagem.

Leve fraldas de reserva de uma marca que o bebê já esteja acostumado a usar. Ao deixar para comprar durante a viagem, pode acontecer do bebê ter alergia a alguma marca da qual ele não esteja habituado. Dificilmente o bebê terá alergia caso já esteja acostumado a utilizar várias marcas. É comum encontrar marcar conhecidas mesmo em viagens fora do Brasil.

Se a viagem for no verão é interessante levar também fraldas próprias para praia e piscina.

Fralda para mar e piscina

Fralda para mar e piscina

Procure levar fraldas noturnas ou modelos que tenham maior absorção, pois durante os passeios pode não ser possível a troca de fraldas com maior frequência.

Tenha sempre fraldas e lenços umedecidos na bolsa de mão do bebê. Assim, quando for necessário, você não precisará ficar procurando no interior das malas, pois estas podem estar em um lugar de difícil acesso.

Para o banho dos bebês pode-se levar uma banheira inflável. Outra possibilidade é a criança tomar banho de chuveiro junto com um dos pais, enquanto o outro auxilia e depois seca e veste a criança. A opção de tomar banho no chuveiro é a mais prática. Nós fizemos isto com o Felipe desde os 6 meses e ele se adaptou muito bem, porém é provável que bebês menores não se adaptem. A opção da banheira inflável também é útil, porém acreditamos que quando a estada em uma mesma cidade é rápida, talvez não seja muito prático ficar enchendo e esvaziando a banheira a toda hora. Alguns hotéis tem banheiras para bebês a disposição.

Banheira inflável: acessório que pode ser levado para facilitar o banho do bebê

Banheira inflável: acessório que pode ser levado para facilitar o banho do bebê

Deslocamento

 – Cadeirinha para o carro

 Para o deslocamento de carro é obrigatório que as crianças até os 7 anos de idade viagem em todo o trajeto acomodadas no bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação, conforme a sua faixa etária. Estes equipamentos devem estar corretamente instalados e a criança presa ao cinto da cadeirinha. Mais informações você pode encontrar na seção de itens obrigatórios do carro. Em outros países, mesmo não sendo obrigatório, para a segurança de todos, procure manter as crianças sempre acomodadas na cadeirinha.

Alguns dias antes do Felipe completar um ano adquirimos a cadeira automotiva Neo Matrix da Burigotto. Começamos a utilizar a cadeira em torno de 30 dias antes da data marcada para a nossa viagem até Ushuaia, para que desta forma ele fosse se acostumando. Este modelo é muito confortável e o motivo principal da nossa escolha foi a possibilidade de recliná-la. Na verdade ela não reclina tanto, mas o suficiente para a criança ficar bem acomodada quando estiver dormindo, sem a cabeça ficar caindo para frente.

O fato de viajarmos muito nos convenceu de que uma cadeira reclinável seria a melhor opção.  O Felipe demonstrou ter gostado bastante, até porque ele fica em uma posição bem mais alta do que no bebê conforto, podendo viajar de carro curtindo as paisagens lá fora. Outra mudança foi em relação a disposição da cadeira dentro do carro, deixando o bebê de frente para o para-brisas.

Cadeirinha automotiva na posição normal

Cadeirinha automotiva na posição normal

Cadeirinha automotiva na posição reclinada

Cadeirinha automotiva na posição reclinada

Também achamos bastante útil o uso de um espelho retrovisor próprio para observar o comportamento das crianças no banco de trás do carro, sem a necessidade de ficar se virando enquanto dirigimos.

– Carrinho para bebês

 O carrinho para bebês pode ser bastante útil em vários passeios durante a viagem. Ficar na dependência de carregar o bebê somente no colo pode ser bem cansativo, tanto para os pais quanto para o bebê. Carregar o bebê no colo o tempo todo é muito incômodo, principalmente na hora do soninho. Se estiver calor acaba piorando a situação.

O ideal é ter um carrinho pequeno para não ocupar muito espaço no porta-malas do carro. Os modelos tipo guarda-chuva são uma boa opção.

Carrinho tipo guarda-chuva fechado

Carrinho tipo guarda-chuva fechado

Para quem tem bastante espaço no interior do carro, os modelos travel system são uma ótima opção, já que o bebê conforto pode ser acoplado ao carrinho. Esta possibilidade se mostra bastante útil na hora de fazer os passeios, não precisando retirar a criança do bebê conforto, especialmente quando o bebê está dormindo.

Carrinho travel system

Carrinho travel system

Também é importante proteger as crianças de pegar sol dentro do carro, por isso instale os painéis que reduzem a passagem dos raios solares.

– Baby sling ou canguru

O uso de baby sling ou canguru são boas opções nos passeios em que não é possível utilizar o carrinho. Estes acessórios são bem úteis, pois amenizam bastante o peso do bebê e o acomodam melhor no colo.

– Mochila suspensa para carregar o bebê

Para os papais que gostam de caminhar bastante e fazer trilhas este acessório é bem interessante. O bebê vai sentado confortavelmente dentro da mochila.

Há vários modelos no mercado. E, no geral, o bebê pode utilizar esta mochila a partir dos 6 meses, quando a cabecinha já está bem firme. As especificações quanto ao peso suportado vai depender de cada fabricante.

Em nossa viagem a Él Chalten encontramos um casal argentino utilizando esta mochila. Eles nos disseram que gostam muito deste acessório e, pela carinha de faceiro do bebê durante a trilha com os seus pais, ele também aprovou.

Mochila para carregar bebês

Mochila para carregar bebês

Mochila para carregar bebês

Mochila para carregar bebês

Vestuário

Bebês e crianças sujam muitas as roupas, sendo comum a necessidade de várias trocas em um mesmo dia.  Mesmo assim não dá para levar todo o guarda roupas da criança na viagem.

Em viagens de curta duração é bem mais fácil prever o que será necessário e, desta forma, organizar a mala de roupas da criança. Em viagens de 20 ou mais dias já fica um pouco mais complicado, mas vamos dar algumas dicas de como fazemos isto.

Separe alguns conjuntos de roupas que sejam suficientes para aproximadamente a metade dos dias programados para a viagem. Depois prepare-se para utilizar o serviço de lavanderia durante os demais dias que estiverem viajando. Desta forma diminui-se muito o volume de roupas que necessariamente teriam que ser levadas.

Algumas vezes dá para improvisar e lavar algumas roupinhas que sejam de secagem rápida.  Em nossas viagens sempre levamos uma barrinha de sabão de coco ou glicerina para este uso.

Também é importante fazer uma pesquisa das condições climáticas no lugar de destino da viagem. Desta forma é possível arrumar a mala de acordo com o clima.

No verão aposte em roupas leves, como blusinhas, shortinhos e vestidinhos simples. Procure levar roupas de secagem rápida e de preferência que não amassem. Para dormir leve pijamas de manga curta. Mesmo que o clima seja quente, leve também um pijaminha leve de manga longa, pois além de poder esfriar durante à noite, na maioria das vezes as crianças não permanecem cobertas a noite inteira, então uma manguinha longa pode ser indispensável. Leve roupas de banho como biquínis, shorts ou sungas. Toalha própria para praia ou piscina, assim como saídas de banho, também são importantes. Não esqueça de levar bonés ou chapéus para proteger a criança do sol.

No inverno leve conjuntos de abrigos, blusas de lã e jaquetas. Procure não colocar roupas demais na criança, permitindo que ela possa se movimentar e brincar melhor. Uma dica importante para se proteger do frio é colocar várias camadas de roupas, sem a necessidade do uso de várias peças grossas. Leve também toucas, mantas e luvas. Não há necessidade de levar muitas unidades de roupas mais grossas, como jaquetas e casacos. Leve umas 2 ou 3 opções e vá alternando. Para dormir leve pijamas quentinhos como os de soft. Pode-se também colocar uma roupinha de lã, evitando que a criança passe frio caso se destape durante à noite. Geralmente os hotéis tem aquecimento nos quartos, mas nunca é demais se prevenir.

A quantidade de roupas e acessórios necessários vai depender muito da duração da viagem. Se forem poucos dias é possível levar roupas para quase todos os dias, sem a preocupação de ter que mandar lavar. Em uma viagem mais longa não dá para levar muitas roupas, senão a bagagem acaba ficando em excesso.

Procure sempre levar roupas adequadas a todas as estações do ano. Mesmo que se esteja viajando no inverno é bom levar algumas peças de manga curta que sirvam para os dias de calor. O mesmo vale para viagens no verão, quando é sempre indispensável levar alguns agasalhos. Em muitos lugares é calor durante o dia e frio à noite, portanto é importante que a mala das crianças tenham roupas para todos os climas.

Em relação aos calçados não há necessidade de levar muitos pares. Economize espaço levando apenas um par de cada tipo de sapato, como por exemplo: um par de tênis, um par de chinelos e um par de sandálias. Durante a viagem vá alternando entre os pares disponíveis.

Assim como as fraldas e lenços umedecidos, procure deixar uma ou duas mudas de roupas de fácil acesso dentro do carro.

Outros acessórios importantes

– Capa de chuva para carrinho: acessório muito útil para dias de chuva, frio ou ventosos. Não é muito utilizado aqui no Brasil (pelo menos aqui em nossa cidade nunca vimos alguém utilizando), porém em outros países é muito comum ver o pessoal utilizando. Acreditamos que seja um acessório indispensável.

Capa para proteção do bebê do frio, chuva e vento

Capa para proteção do bebê do frio, chuva e vento

– Guarda chuva: além do uso em dias de chuva, pode ser também bastante útil em dias de sol muito forte. Desta forma pode-se proteger mais o bebê, em complemento ao uso do protetor solar (crianças acima de 6 meses).

Passeios

Procure incluir no roteiro alguns passeios que sejam do interesse das crianças. As maiores provavelmente já farão questão de escolher alguns lugares mais apropriados para a sua faixa etária.  Quando possível e disponível, programe alguns passeios nos parques, praias e zoológicos. A viagem é em família, então, na medida do possível, procure sempre contentar a todos.

Lista do que levar

Fizemos uma tabela com as principais coisas que as crianças precisam em relação a vestuário, alimentação, medicamentos/saúde, brinquedos, entre outros. Claro que, de acordo com cada família, estes itens podem variar um pouco. Mas, no geral, é uma lista que contempla o que geralmente toda a criança precisa.

Você pode baixar a lista, adicionar ou retirar os itens de acordo com a sua necessidade.

Baixe aqui a lista do que levar para as crianças em viagens de carro.

Posts relacionados

 
 

, ,

[Blogagem Coletiva] 10 Dicas de viagem que só uma mãe pode dar

Em comemoração ao dia das mães, o grupo do facebook Assuntos de Blogueiros – Viajando em Família está fazendo uma blogagem coletiva para comemorar a data. O tema escolhido é 10 dicas de viagem que só uma mãe pode dar. Como o meu foco é viagem de carro, algumas dicas são mais focadas para essa forma de viajar. […]

, ,

[Blogagem Coletiva] As nossas cinco melhores viagens em família

Este post faz parte de uma blogagem coletiva realizada pelo grupo do facebook Viagens em Família. Este grupo é comandado pela Sut-Mie Guibert do blog Viajando com Pimpolhos. É a primeira vez que nós iremos participar de uma blogagem coletiva e, nesta oportunidade, a proposta é relatar as 5 melhores viagens realizadas em família. Para […]

, ,

Dicas de como fazer um Diário de Viagem para as crianças

Desde que colocamos o blog no ar, em 2009, sempre divulgamos as nossas viagens por meio de diários. Para este registro utilizamos um pequeno caderno para anotações rápidas e o notebook, onde falamos sobre o nosso dia a dia durante as viagens, relatando os acontecimentos mais relevantes. Na última viagem que realizamos, no início de 2015, […]

,

Viajando de Carro com as crianças – 10 dicas para a sua viagem ser bem sucedida

Viajamos de carro com os nossos filhos desde que eles nasceram e já realizamos três viagens na companhia deles. Contamos um pouco da nossa experiência aqui onde falamos sobre viajar de carro com duas crianças pequenas. Geralmente as viagens que realizamos são longas onde percorremos em média mais de 8 mil quilômetros. No entanto, para […]

,

Viajando de carro com duas crianças a bordo: a nossa experiência!

Na nossa última viagem de carro, em fevereiro de 2014, umas das principais novidades foi a companhia da nossa princesinha Isabela de quatro meses. A Isabela viajou junto com o seu irmão, Felipe de três anos, que embarcou na sua terceira aventura de carro. Portanto esta foi a nossa primeira viagem de carro com duas […]

,

O que levar para as crianças nas viagens de carro?

Sempre que viajamos com as crianças a lista do que levar aumenta consideravelmente. Isso ocorre porque queremos manter o bem estar das mesmas e evitar qualquer transtorno devido ao esquecimento de algum item importante. É fundamental um bom planejamento da viagem como um todo. Para isso deve-se fazer listas de tudo o que é necessário […]

,

Viajando de carro com as crianças

Olá amigos Finalizamos o nosso artigo Viajando de Carro com as crianças. O texto engloba várias dicas úteis para viagens de carro com crianças. Entre elas abordamos os seguintes aspectos: alimentação, entretenimento, saúde e higiene, deslocamento, vestuário e passeios. Aos poucos iremos atualizando o artigo com lista do que é necessário levar e outras informações. […]