,

Viajando pela América do Sul com uma Brasília 1978

De Brasília, no Salar de Uyuni/Bolívia (foto de Ney Mello Júnior).

De Brasília, no Salar de Uyuni/Bolívia (foto de Ney Mello Júnior).

Olá viajantes

Trouxemos para vocês mais uma dica de blog sobre viagens de carro pela América do Sul. Desta vez a viagem foi feita por um carro especial: Volkswagen Brasília 1978.
A aventura foi realizada pelo agente de viagens de 31 anos, Ney Mello Júnior, que partiu de Araraquara (SP) e passou pela Bolívia, Peru, Chile, Argentina e Paraguai.
Foram 31 dias de viagem e 11500 quilômetros de aventura, passando por lugares fantásticos como Estrada da Morte (Bolívia), Santa Cruz de la Sierra, Sucre, Salar de Yuni, Deserto do Atacama, Machu Pichu e as linhas de Nazca.

De Brasília, na estrada entre Chala e Arequipa.

De Brasília, na estrada entre Chala e Arequipa.

Parabéns ao Ney por nos mostrar que, independente do carro que você tenha, é possível desbravar nosso querido continente e se encantar com suas pelas paisagens.

Site oficial da aventura:

Reportagens:

Um abraço a todos
Alexandre, Rosângela e Felipe

8 respostas
  1. Carlos
    Carlos says:

    Ola amigos,

    Fizemos essa viagem agora no final do ano de 2012 (eu, minha esposa e nossos dois filhos, do dia 20/12 à 10/01/2013), saindo de São Paulo e voltando até Porto Alegre. Nessa viagem, passamos 4 dias em Ushuaia. Segue abaixo algumas informações para vocês analisarem e uma explanação de nosso roteiro:

    .Fizemos nossa viagem em 21 dias, rodamos 12.151 km, sem repetir estrada. (isso tornou nossa viagem diferenciada, pois até o ultimo dia, passamos por novas paisagens, novas cidades e etc)

    .O preço da gasolina varia entre 4 à 8 pesos Argentinos. (nosso carro é uma Veracruz, à gasolina, por isso, não tenho informação de preço do diesel)
    No sul da Argentina é onde o combustível é mais caro. Nós gastamos 1.814 litros de combustível (gasolina) em toda viagem. Tem alguns trechos que os postos de combustível são muito distante, de um para outro, teve trecho, às margens das Cordilheiras, que andamos 514 km de um posto para outro. (quase ficamos sem combustível na estrada, pois nosso carro tem um consumo alto, limitando a autonomia)

    .É muito importante levar moeda Argentina (pesos), pois o real, praticamente ninguém recebe e dólar ha uma variação muito grande de troca. (trocamos 1 dólar por 4 até 6,9 pesos Argentinos) Cartão de crédito muitas vezes não é aceito, principalmente nos postos de combustível. (quando aceitam, o VISA é o mais apropriado)

    .NOSSA ROTA DE IDA:

    São Paulo.
    Curitiba.
    Balneário Camboriú. (belíssimo).
    Florianópolis. (melhor ostra que já me servir, na nova Churrascaria Ataliba)
    Torres. (praia mais frequentada pelos Gaúchos)
    Gramado/Canela. (Natal Luz, belíssimo e inesquecível)
    Chuí. (fronteira “seca” com Uruguai, Free Shopping na rua)
    Punta del Este. (passamos o natal, Hotel Conrad…maravilhoso)
    Colônia del Sacramento. (Cidade Histórica, onde pegamos o Buquebus para Buenos Aires).
    Buenos Aires. (Puerto Madeiro, bons restaurantes. O Zoológico Juan vale a pena)
    Pegamos a RUTRA 3, para Bahia Blanca. (Chubat, PINGUINZEIRA)
    Comodoro Rivadavia.
    Rio Gallegos (cidade de 80 mil habitantes, com boa infra)
    Cruzamos o Estreito de Magalhães (Pacífico)
    300 km chegamos em Ushuaia (belíssimo, passeio nas Geleiras, Teleférico, Parque Nacional e a grande história da Penitenciária do Ushuaia. Bons restaurantes como o Andino, Volver e etc).

    .NOSSA ROTA DE VOLTA: (as margens das Cordilheiras, até Bariloche)

    Ushuaia-Punta Arenas (Chile, Cidade com um Cassino belíssimo)
    Puerto Natalis (Chile, belíssima região)
    EL Calafate (Argentina, muitos hotéis e boas programações no gelo)
    Perito Moreno (só de passagem mas belíssimo)
    Bariloche (os lugares que já tínhamos passado eram tão belos, que Bariloche não “encantou”, mesmo com toda sua fama e beleza)
    Santa Rosa. (só de passagem, rumo ao Uruguai)
    Rivera. (Divisa do Uruguai com o Brasil. Fronteira “seca”, com várias opções de Free Shopping, bom para comprar perfumes e bebidas)
    Porto Alegre (dia 10/01/2013, deixamos o carro fazendo revisão, pegamos um avião para Recife, começar a “luta”, para pagar as contas e programar nossa segunda viagem pela América do Sul. Nosso objetivo é fazer Mendonza, Santiago, Assunção e Campo Grande, onde deixaremos o carro, no período da Semana Santa)
    Grande abraço para vocês e que DEUS abençoe a viagem.

    Carlos, Joana, João Pedro e Carlos Eduardo.
    .
    .

    Responder
  2. felipe
    felipe says:

    parabens pela tua viagem ney, eu tbm tenho uma brasilia 74 restaurada e adimiro voce pela aventura,eu tambem tenho vontade de fazer uma viagem assim com a minha brazza,mas geralmente falta parceria,quando for fazer outra viagem com a velhoster, de um grito, um abraço.

    Responder
  3. Jadiel
    Jadiel says:

    Boa noite! voces são incríveis parabéns pelas viagens e as informações que nos sao passadas, muito legal ver essa brasilia viajando pela américa do sul, me lembrei de meu pai que tinha uma idêntica – mesmo ano e cor. Grande abraço e fiquem com Deus!
    Jadiel

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *